Pub
Pub
artigo
imprimir

O que fazer para proteger o coração no inverno

Quando pensamos no inverno logo pensamos em constipações, dores de garganta, tosses e gripes. Na realidade, a estação fria pode estar associada a uma série de problemas que vão para além do aparelho respiratório e podem ter um impacto no sistema cardiovascular. Veja aqui como proteger o seu coração no inverno.

É do conhecimento comum que há doenças, como as doenças respiratórias, que se apresentam com maior frequência no inverno. Por outro lado, menos se sabe do impacto da estação fria nas doenças crónicas. Ou seja, na diabetes e nas doenças cardiovasculares, por exemplo.

Porque é que o frio pode ser perigoso para o coração?

O frio excessivo, especialmente quando associado a condições climáticas adversas, pode piorar o risco de acidente vascular cerebral (AVC), angina de peito e enfarte do miocárdio em pessoas que sofrem de doença cardiovascular. Isso acontece porque, em ambientes frios, os nossos corpos fazem ajustes fisiológicos para preservar a temperatura corporal: a frequência cardíaca e pressão arterial aumentam, enquanto os vasos sanguíneos contraem. E esses ajustes podem ser um desafio para pessoas com doenças cardíacas.

 

Ao mesmo tempo, as doenças cardiovasculares aumentam o risco de complicações da gripe. Um estudo de 2018, publicado no New England Journal of Medicine, concluiu que o risco de ter um ataque cardíaco era 6 vezes maior na semana após a infeção de gripe. E isto especialmente em doentes cardiovasculares com idade avançada. Adicionalmente, um estudo feito com mais de 80.000 adultos hospitalizados por gripe no EUA entre 2010 e 2017 descobriu que complicações cardíacas ocorrem em 1 em cada 8 pacientes hospitalizados por gripe (~ 12% dos pacientes). De acordo com estes estudos, as infeções virais colocam o organismo sob stresse, afetando a função cardíaca. Ao mesmo tempo, o estado inflamatório decorrente da infeção pelo vírus da gripe pode levar à rutura de placas ateroscleróticas, com subsequente formação de trombos.

O que fazer para proteger o coração no inverno

Embora todos precisemos de tomar precauções em ambientes frios, proteger o coração no inverno é essencial, sobretudo, no caso de doença cardiovascular. Aqui as nossas dicas sobre como proteger o coração no inverno:

 

  • Use roupa adequada. Vista-se com tecidos quentes e em várias camadas. Cubra a cabeça e as mãos e use meias e sapatos quentes.

 

  • Não faça esforços excessivos. Esta é uma recomendação para qualquer estação, mais proteger o coração torna-se mais importante ainda no inverno. Lembre que a simples permanência no frio é um esforço para o organismo.

 

  • Não deixe o seu corpo aquecer demasiado. Vestir roupas quentes e depois praticar atividades físicas (mesmo que seja só uma caminhada) pode levar à hipertermia. Uma elevada temperatura corporal faz com que os vasos sanguíneos se dilatem repentinamente. Se estiver no frio a suar é porque o seu corpo aqueceu demasiado. Considere esse suor um sinal de perigo e abrande o ritmo.

 

  • Tome a vacina da gripe. A gripe é perigosa para qualquer pessoa com doença cardíaca. As pessoas com doença cardiovascular podem vacinar-se gratuitamente. Dirija-se ao seu centro de saúde para saber mais.
artigo

120.

Doença cardiovascular? Há vacinas recomendadas para si.

Perante sinais de gripe, fale com o seu médico para que este o possa ajudar a diminuir a intensidade dos sintomas e a duração da gripe. Ligue imediatamente para o médico ou dirija-se as urgências se sente:

 

  • dificuldade em respirar
  • sintomas que não melhoram ou pioram após 3 ou 4 dias
  • vómitos
  • febre alta
  • calafrios
  • dor no peito

 

Por fim, junte-se à comunidade Cardio 365º!

artigo
imprimir
anterior seguinte