Pub
Pub
artigo
imprimir

Aprender a prevenir o enfarte agudo do miocárdio

O enfarte agudo do miocárdio é uma das causas de morte por doença cardiovascular mais frequentes em Portugal. O seu estilo de vida é a melhor defesa e é da sua responsabilidade! Vamos a isso?

Segundo os últimos dados do Instituto Nacional de Estatística (INE), registaram-se em Portugal 4.620 mortes por enfarte agudo do miocárdio. Ou seja, 4,1% da mortalidade, com um aumento de 1,7% no número de óbitos  em 2018 em relação ao ano anterior . Além disso, a doença isquémica do coração representa uma porção importante das causas de mortalidade no nosso país. Recuperar desta doença também não é fácil e pode implicar incapacidade para a vida. Assim sendo, falemos então sobre o que podemos fazer para prevenir o enfarte!

Estratégias de estilo de vida para prevenir o enfarte agudo do miocárdio

Há vários fatores de risco para o enfarte agudo do miocárdio. A história familiar de doença, o sexo e a idade são alguns deles que, naturalmente, não podem ser evitados. No entanto, há muito a fazer no seu dia a dia para prevenir o enfarte agudo do miocárdio. Ao atuar no seu estilo de vida está a modificar certos os fatores de risco, reduzindo o risco de enfarte. Aprenda como pode fazê-lo!

 

– Tenha uma alimentação saudável

 

A nossa alimentação é o truque para evitar várias doenças que aumentam o risco de enfarte agudo do miocárdio. Algumas destas são, por exemplo, hipertensão, diabetes, excesso de peso, colesterol alto. Siga as recomendações:

 

  • Consuma legumes e fruta todos os dias;
  • Inclua também as leguminosas;
  • Escolha o azeite em detrimento de outras gorduras;
  • Prefira o peixe e as carnes magras;
  • Reduza o consumo de carnes vermelhas, doces, gorduras;
  • Consuma produtos lácteos magros.

 

– Pratique exercício físico

 

O truque está em ser fisicamente ativo todos os dias! As recomendações atuais são 150 min por semana de atividade física moderada, reduzindo o risco de hipertensão, colesterol alto, controlando o peso.

 

Se é sedentário neste momento, lembre-se:

 

  • Fazer algum exercício é melhor do que nada. Ou seja, mesmo uns minutos por dia podem ter efeitos na sua saúde!
  • Comece devagar e vá aumentando a duração e intensidade da sua prática de exercício físico.

 

– Vigie o seu peso

 

Como já pôde ver, a prática de exercício físico e uma alimentação adequada são a forma de manter um peso saudável. As pessoas com peso a mais têm mais risco de ter colesterol alto, hipertensão e diabetes.

artigo

59.

Os benefícios de perder peso extra para a sua saúde

– Não fume (ou deixe de fumar)

Se não fuma, evite iniciar-se neste hábito. Se fuma, deve deixar de o fazer. Há quem consiga por si próprio deixar de fumar. No entanto, muitos outros doentes sofrem com a cessação tabágica e precisam de ajuda especializada. Por isso, se está a ter dificuldade em deixar de fumar, procure apoio junto do seu médico.

 

– Limite o consumo de álcool

 

O consumo abusivo de álcool pode, por exemplo:

 

  • aumentar a pressão arterial;
  • provocar cardiomiopatias;
  • aumentar o risco de enfarte agudo do miocárdio e de cancro, entre outras doenças;
  • elevar os triglicéridos no sangue;
  • causar batimentos irregulares no coração;
  • contribuir para o excesso de peso e obesidade.

 

Pelo contrário, se mantiver o seu consumo moderado (máximo de 2 bebidas por dia para o homem e 1 para a mulher), este pode ser cardioprotetor. Portanto, o truque está em não abusar!

 

– Reduzir o colesterol

 

O excesso de gordura no sangue faz com que se acumule gordura nas artérias, podendo ser desastroso para a sua saúde.  Mais cedo ou mais tarde, pode provocar um enfarte agudo do miocárdio ou um acidente vascular cerebral (AVC).

 

Reduzir o consumo de gorduras e praticar exercício ajudam a controlar este risco. Se isto não for suficiente, a medicação receitada pelo seu médico é uma ajuda importante na redução do risco e deve cumpri-la.

 

– Controle a sua tensão arterial

 

A hipertensão arterial é um dos fatores que mais contribuem para alterações no coração e, como tal, para o enfarte. Assim sendo, a redução do consumo do sal, a prática de exercício físico e, caso seja necessário, a toma de medicação são importantes para manter os níveis de pressão arterial dentro do normal.

 

– Controle a sua diabetes

 

Na diabetes, o açúcar elevado no sangue pode causar danos nas veias e levar a doença coronária. Assim sendo, pode aumentar o risco de enfarte agudo do miocárdio. No entanto, quando combinada com fatores de risco como a hipertensão, obesidade, colesterol alto, hábitos tabágicos, aumenta muito o risco.

 

– Evite o stresse

 

O stresse diário pode implicar mais risco de ter doença cardíaca, incluindo o enfarte agudo do miocárdio. Por exemplo, as pessoas que sofrem de stresse podem ter hábitos menos saudáveis de alimentação, comer demasiado, começar a fumar. O stresse pode também aumentar a tensão arterial.

 

Como pôde ver, o risco desta doença pode ser muito reduzido por estratégias que pode definir para o seu dia a dia. Assim sendo, está nas suas mãos prevenir o enfarte agudo do miocárdio!

 

Por fim, junte-se à comunidade Cardio 365º!

 

E, já agora, conhece o nosso website Diabetes 365º?

Referências
  • Sistema Nacional de Saúde (SNS)

  • American Heart Association (AHA)

artigo
imprimir
anterior seguinte