Pub
Pub
artigo
imprimir

O que são as doenças cardiovasculares?

Anualmente, cerca de 17 milhões de pessoas morrem devido a doenças cardiovasculares, o que faz destas a principal causa de morte em todo o mundo. Mas o que são as doenças cardiovasculares? E quais os fatores de risco? Como prevenir? Se quer saber as respostas a estas perguntas, este artigo é para si.

As doenças cardiovasculares são aquelas que afetam o coração (cardio) e os vasos sanguíneos (vasculares): artérias, veias e capilares. Em Portugal, o AVC é a principal causa de morte e de incapacidade, sendo que cerca de 55% da população tem 2 ou mais fatores de risco cardiovasculares.

 

A causa de quase todas as doenças cardiovasculares é a aterosclerose. Esta é, no fundo, um processo que leva à formação e deposição de placas que «entopem» os vasos sanguíneos. Com o tempo, estes depósitos vão-se acumulando e acabam por deixar menos espaço para que o sangue passe, chegando mesmo a impedir esta passagem. Como resultado, os nossos órgãos podem deixar de receber oxigénio, o que pode resultar em sequelas graves e até mesmo levar à morte.

 

As doenças cardiovasculares mais preocupantes

 

As doenças cardiovasculares mais preocupantes são as que afetam as artérias do coração ou do cérebro. Isto porque quando estes vasos são obstruídos, pode ocorrer um enfarte do miocárdio (coração) ou um AVC (acidente vascular cerebral), respetivamente.

 

A aterosclerose é um processo silencioso que tem início ainda na infância, indo avançando ao longo da vida. É por isso que, normalmente, as doenças cardiovasculares são mais comuns em pessoas com mais idade e com história familiar deste tipo de doenças. No entanto, pessoas mais jovens e sem histórico familiar também as podem desenvolver. Os sintomas das doenças cardiovasculares são muito variados e, normalmente, manifestam-se quando a doença já está instalada, pelo que a prevenção acaba por ser complicada, mas não impossível.

 

Neste artigo, além de explicar o que são e quais são as doenças cardiovasculares, vamos levá-lo a conhecer os principais fatores de risco bem como algumas estratégias que pode adotar para diminuir o risco e conseguir prevenir as doenças cardiovasculares.

O que são as doenças cardiovasculares?

Existem várias doenças que podem ser classificadas como doenças cardiovasculares. Aqui abordaremos apenas aquelas mais comuns e que, de alguma forma, podem ter o seu risco diminuído com a adoção de um estilo de vida saudável.

 

Hipertensão arterial (também chamada de tensão alta ou pressão arterial elevada)

 

Surge quando há um aumento exagerado da pressão do sangue nas paredes das artérias. A pressão arterial deve ser inferior a 140/90 mmHg. Acima destes valores aumenta muito  o risco de doença coronária ou acidente vascular cerebral.

quiz

23.

Acha que sabe tudo sobre a tensão arterial?

Aterosclerose

 

É uma doença inflamatória causada pela deposição de substâncias gordas (placas), como o colesterol e outros elementos que são transportados pela corrente sanguínea, nas paredes das artérias. Causa a obstrução dos vasos sanguíneos. O seu aparecimento depende, sobretudo, de estilos de vida menos saudáveis, pelo que é possível evitá-la com a adoção de comportamentoa saudáveis.

 

Angina de peito

 

Caracteriza-se por uma dor no peito ou uma sensação de pressão que se produz quando o coração não recebe oxigénio suficiente. Pode dever-se a um esforço físico ou à obstrução de uma artéria coronária (vasos que alimentam o coração), o que diminui o fluxo sanguíneo. Regra geral, dura apenas alguns minutos e desaparece com o repouso.

 

Enfarte agudo do miocárdio («ataque de coração»)

 

É uma das principais causas de morte por doença cardiovascular. Dá-se quando o fluxo sanguíneo que alimenta o coração é interrompido de repente, geralmente por causa da obstrução de uma artéria coronária. Isto leva à destruição do músculo cardíaco (miocárdio) por falta de oxigénio. Dependendo do tamanho e localização da lesão, as consequências podem ser mais ou menos graves, tendo em conta a capacidade do coração para continuar a bombear sangue para todo o nosso corpo.

 

Acidente Vascular Cerebral (AVC)

 

Também conhecido como «trombose», acontece quando há o entupimento ou rutura dos vasos sanguíneos do cérebro. Sem fluxo sanguíneo, as células do cérebro morrem ou deixam de funcionar corretamente e, como consequência, também o cérebro deixa de cumprir as suas funções de controlo sobre o resto do corpo. Por isso, os sinais do AVC variam dependendo da área do cérebro que foi afetada. Um AVC ocorre de forma súbita, e tem efeitos imediatos no corpo.

Quais são os principais fatores de risco para as doenças cardiovasculares em Portugal?

Num estudo desenvolvido pelo Instituto Nacional de Saúde Doutor Ricardo Jorge demonstrou-se que cerca de 55% das pessoas entre os 18 e os 79 anos, têm 2 ou mais fatores de risco cardiovasculares:

 

  • Mais de metade tem excesso de peso ou obesidade
  • Cerca de 40% têm a tensão alta
  • 25% são fumadores
  • Cerca de 30% têm colesterol muito elevado
  • Uma grande percentagem tem diabetes

Como prevenir as doenças cardiovasculares?

Controlar os fatores de risco modificáveis adotando um estilo de vida ativo e saudável é a melhor forma de prevenir as doenças cardiovasculares. Algumas práticas que pode adotar:

 

  • Praticar exercício físico regularmente: pelo menos 30 minutos por dia, 5 vezes por semana. Não precisa de ir correr nem de se inscrever no ginásio, uma boa caminhada faz uma enorme diferença.

 

  • Fazer uma alimentação saudável 90% do tempo: consuma frutas, vegetais, fibras e proteínas regularmente. Evite o consumo de gorduras, açúcar e sal, principalmente em alimentos ultraprocessados (refeições pré-cozinhadas, bolos embalados, snacks salgados, conservas, enchidos). Não deixe que estes alimentos sejam mais de 10% da sua alimentação, guarde-os para ocasiões pontuais.

 

  • Evite o excesso de peso, controlando principalmente a gordura abdominal. Se necessário, consulte um nutricionista e/ ou um psicólogo para o ajudarem a conseguir uma relação equilibrada com a comida.

 

  • Tenha «atenção à tensão»: controle regularmente a tensão arterial. Esta deve manter-se abaixo dos 140/90 mmHg.

 

  • Faça análises de sangue regulares.

 

  • Não fume

 

  • Evite o stresse

 

Nota: Os valores recomendados acima são mais baixos para pessoas com um ou mais fatores de risco cardiovasculares já identificados. Consulte o seu médico para saber os valores recomendados para si.

 

Apesar de serem a principal causa de morte não natural em todo o mundo, nem tudo está perdido. Em muitos casos, é possível reduzir o risco de vir a ter doenças cardiovasculares apenas com algumas modificações do estilo de vida. Noutros, em que por motivos genéticos ou por outras doenças, é mais difícil diminuir o risco, não baixe a guarda e mantenha consultas e check-upsperiódicos com o seu médico para conseguir manter a situação equilibrada.

 

 

Junte-se à comunidade Cardio 365º!

artigo
imprimir
anterior seguinte