Pub
Pub
artigo
imprimir

Tensão alta nos mais jovens

É comum pensar-se que os mais jovens não têm tensão alta. E, claro, a idade é um fator de risco para o seu aparecimento. Mas será que este é um problema exclusivo dos idosos?

O que significa ter «tensão» alta?

 A «tensão» alta ou, mais corretamente, a hipertensão arterial, ocorre quando o sangue exerce uma pressão excessiva na parede das artérias. Esta, atinge assim valores acima do padrão. E de forma crónica.

 

Quando medimos a pressão arterial, num medidor digital, podemos observar 2 valores. Mas sabe o que significam?

 

  • Pressão arterial sistólica ou «máxima»: aparece em primeiro lugar nos medidores digitais e mede a força com que o coração contrai para «expulsar» o sangue do seu interior. Consideramos este valor elevado quando é maior ou igual a 140 mmHg (ou «14»).
  • Pressão arterial diastólica ou «mínima»: é o segundo valor que aparece no medidor digital e diz respeito à medição da pressão quando o coração relaxa entre os batimentos cardíacos. Este valor considera-se acima do normal quando é maior ou igual a 90 mmHg (ou «9»).

 

Contudo, é normal que o valor da pressão arterial não seja sempre igual variando consoante a hora do dia. É ainda importante salientar que os valores podem variar de pessoa para pessoa.

As crianças e os jovens também podem ter «tensão» alta?

Sim, segundo a Sociedade Portuguesa de Hipertensão, cerca de 12,8% das crianças e jovens entre os 5 e os 18 anos têm pressão arterial elevada. Isto é, apesar da incidência da hipertensão ser mais elevada na população mais idosa existe um aumento de casos entre os mais jovens (idade inferior a 35 anos).

 

Em suma, algumas das causas mais comuns são:

 

  • Obesidade.
  • Diabetes.
  • Doença renal.
  • Doença endócrina.
  • Toma de certos medicamentos.
  • Fatores psicossociais.
  • Estilo de vida sedentário.
  • Consumo de álcool e tabaco.
  • Consumo excessivo de sal e açúcar.
  • Colesterol elevado.

 

Estes fatores aumentam o risco de valores elevados de pressão arterial na população mais jovem (incluindo crianças e jovens adultos), estando a situação cada vez mais preocupante. Desse modo, é importante procurar acompanhamento médico para prevenção de complicações futuras que possam afetar o sistema cardiovascular.

 

artigo

13.

Hipertensão arterial: conheça as causas e os sintomas

A partir de que idade se deve medir a pressão arterial?

A idade ideal para começar a avaliar a pressão arterial em crianças é a partir dos 3 anos de idade. Assim sendo, uma vez avaliada a pressão arterial, as crianças e jovens com valores normais devem ser reavaliados a cada 2 anos. Por sua vez, os que apresentem pressão arterial elevada e sem lesão de órgão-alvo devem ser avaliados anualmente.

 

Contudo, é aconselhável que todos os adultos (idade superior a 18 anos) avaliem a sua pressão arterial nas visitas médicas. Sendo que a repetição desta avaliação deve ser realizada a cada 5 anos, quando apresentar valores de pressão arterial inferiores a 120/80 mmHg. A cada 3 anos, quando apresentar valores entre os 120-129/80-84 mmHg. Ou anualmente, quando apresentar valores de pressão arterial entre 130-139/85-89 mmHg.

 

A hipertensão, com efeito, é muitas vezes descrita como o «assassino silencioso», uma vez que o seu diagnóstico é normalmente tardio, já após esta ter causado danos nos nossos órgãos ou vasos sanguíneos.

 

Não espere para cuidar de si e dos seus, junte-se à comunidade Cardio 365º e informe-se sobre a sua saúde.

artigo
imprimir
anterior seguinte