Pub
Pub
artigo
imprimir

Existe uma relação entre dor de cabeça e hipertensão?

Existe a crença de que a hipertensão arterial provoca dor de cabeça, mas será mesmo assim? Hoje vamos descobrir se existe alguma relação entre as duas!

Já todos ouvimos falar de hipertensão arterial. É uma doença muito comum, que afeta entre 30 a 45% dos portugueses e se carateriza pela pressão aumentada do sangue nas artérias. Ter hipertensão arterial significa um risco elevado de vir a ter certas doenças, como insuficiência cardíaca, eventos cardiovasculares (enfarte agudo do miocárdio, acidente vascular cerebral…) ou doença renal. Mas uma pergunta frequente é: será que há uma relação entre dor de cabeça e hipertensão? Será a dor de cabeça um sintoma? Vamos descobrir!

Sintomas da hipertensão arterial

A hipertensão é conhecida por ser uma doença silenciosa, isto é, que não causa sintomas. Na verdade, isto torna a hipertensão arterial uma doença rasteira, pois aparece «sem avisar». Por este motivo, não deve descurar de controlar a pressão arterial, pelo menos uma vez por ano.

 

Quando se é hipertenso, o controlo da pressão arterial deve ser mais apertado. A hipertensão arterial é uma doença crónica e muitas vezes progressiva pelo que, com o passar do tempo, pode ser necessário ajustar a medicação.

 

A dor de cabeça e a hipertensão

 

Um dos mitos relacionados com a hipertensão arterial, como refere a American Heart Association (AHA), é a sua relação com dor de cabeça. Na verdade, é muito raro que a dor de cabeça esteja relacionada com uma subida da tensão arterial, tal como os suores, rubor facial ou dificuldade em dormir.

quiz

23.

Acha que sabe tudo sobre a tensão arterial?

A exceção a esta regra é quando estamos perante uma crise hipertensiva. Ou seja, quando temos valores acima de 180mmhg de pressão sistólica (a máxima) ou 120mmHg de pressão diastólica (a mínima).

 

Se ao sentir dores de cabeça, medir a sua pressão arterial e obtiver estes valores (não se esqueça de confirmar sempre com uma segunda medição!), dirija-se de imediato ao Serviço de Urgência. Uma crise hipertensiva com sintomas associados é uma urgência e deve ser tratada o quanto antes.

Controlar a hipertensão

Como já vimos, a hipertensão arterial nem sempre vem acompanhada de sintomas. O controlo da tensão arterial é muito importante. Desta forma, podemos averiguar se é preciso vigiar a tensão ou até marcar consulta no médico.

 

Se não tem diagnóstico de hipertensão e tem frequentemente os valores acima dos 140 mmhg (máxima) ou 90 mmHg (mínima), marque consulta com o seu médico de família. Para controlar a tensão, é fundamental fazer uma alimentação com pouco sal e exercício físico regular.

 

Por fim, junte-se à comunidade Cardio 365º!

Referências
  • Sociedade Portuguesa de Hipertensão Arterial

  • American Heart Association (AHA)

artigo
imprimir
anterior seguinte