Pub
Pub
artigo
imprimir

Como gerir o stresse no trabalho

Segundo a Organização Mundial de Saúde (OMS), «saúde não significa apenas a ausência de doença, mas um bem estar físico, mental e social». E quando o assunto é o trabalho, não descure a sua saúde sobretudo no que toca àquele probleminha bem conhecido: o stresse.

Os prazos no trabalho são apertados e passa o dia «a correr de um lado para o outro», irritado e ansioso para cumprir? Acaba muitas vezes por não dormir o suficiente ou fazer uma refeição nas horas certas? Sente que o seu corpo poderá estar  sob stresse? Se a resposta é sim, tudo isto pode não soar a doença, mas está a prejudicar a sua saúde. Por isso, está na hora de «combater» a pressão com hábitos saudáveis e aprender a gerir o stresse no trabalho! Antes de mais, tem a certeza que sabe reconhecer o stresse?

Os sintomas do stresse

Quando alguém está exposto a longos períodos de stresse, o corpo começa a dar sinais físicos, emocionais e cognitivos. Estes indicam que não está a responder normalmente devido a uma «sobrecarga»:

 

  • Falta de energia
  • Dores de cabeça
  • Problemas de estômago, diarreia, obstipação e náuseas
  • Dores no corpo e tensão muscular
  • Aumento do batimento cardíaco
  • Insónias
  • Constipações e infeções frequentes
  • Diminuição do desejo sexual
  • Mudanças no apetite (não comer ou comer demasiado)
  • Comportamentos nervosos como roer as unhas ou movimentos repetidos com a perna
  • Baixa autoestima e isolamento social;
  • Falta de concentração;
  • Pensamentos desordenados, esquecimentos e desorganização.

 

Atualmente, o local de trabalho é um dos fatores desencadeadores de stresse devido à pressão dos prazos apertados e do excesso de responsabilidade. Este stresse persistente que leva a um estilo de vida pouco saudável pode ser trazer problemas para o sistema nervoso e aumentar o risco de doença cardiovascular. Além disso, as respostas fisiológicas ao stresse (como por exemplo, aumento da tensão arterial e batimento cardíaco) podem associar-se a más escolhas na alimentação e ao abandono de um estilo de vida saudável. Tudo isto, claro, tem impacto no aparecimento de doenças como a obesidade ou as doenças cardiovasculares. Como parar este ciclo? Ora veja o que pode fazer para gerir o stresse no trabalho:

5 formas de gerir o stresse no trabalho
  • 5 formas de gerir o stresse no trabalho

    Aprender a aliviar a pressão

    Há que começar pela origem do stresse: a pressão. Assim sendo, não seja demasiado exigente consigo mesmo nem se deixe levar por esforços excessivos para completar uma tarefa. Comece por fazer uma lista de tudo o que tem de fazer, analise e defina prioridades. Pode, ainda, avaliar se existem tarefas que possa delegar ou para as quais possa recrutar a ajuda dos colegas. Se o resultado não for o esperado ou algo correu mal, procure relativizar o impacto da falha focando-se em aspetos positivos como o que pode melhorar no futuro.

    1 / 5
  • 5 formas de gerir o stresse no trabalho

    Fortalecer as amizades e as boas relações sociais

    Todos precisamos de uma rede de suporte. Por isso, lembre-se de que a família e os amigos ajudam com conselhos e no apoio psicológico. Assim sendo, o convívio social e a partilha são ajudas fundamentais para aprender a lidar com situações de pressão. Uma opção saudável é participar numa associação de voluntariado ou adotar um passatempo que o faça conhecer outras pessoas e realidades e partilhar experiências diferentes das que tem no ambiente de trabalho.

    2 / 5
  • 5 formas de gerir o stresse no trabalho

    Não perder as boas rotinas

    Uma alimentação equilibrada reduz o risco associado às más escolhas alimentares. Assim sendo, é importante que tente seguir algumas rotinas e regras na alimentação:

     

    – Aumente a quantidade de água que bebe;

    – Respeite os horários e o tempo das refeições, sentado e sem distrações (de preferência fora do local de trabalho);

    – Evite as bebidas alcoólicas e, se fumar, evite recorrer a este hábito como forma de escape para os momentos de maior pressão.

    3 / 5
  • 5 formas de gerir o stresse no trabalho

    Aderir a uma terapia do sono

    Entre os sintomas característicos de uma pessoa que sofre de stresse crónico estão os distúrbios do sono: a dificuldade em dormir ou não «conseguir desligar» e ter uma noite de sono reparador. Estas alterações levam ao cansaço e à falta de energia para desempenhar tarefas no trabalho. Algumas dicas para melhorar a qualidade do seu sono passam por:

     

    – Definir a hora de deitar de forma a poder descansar (por exemplo, se sente necessidade de 8 horas de sono para descansar, defina uma hora de deitar que o permita);

    – Desligar aparelhos eletrónicos quando se vai deitar;

    – Reduzir a quantidade de cafés/cafeína que bebe durante o dia.

    4 / 5
  • 5 formas de gerir o stresse no trabalho

    Aprender a fazer uma pausa

    Aproveite bem o tempo livre para relaxar e participar em atividades que lhe dêem prazer. Uma abordagem saudável é a pratica de uma atividade física como uma caminhada ou um passeio de bicicleta, uma vez que o exercício físico ajuda a libertar endorfinas e melhora o estado de humor. E, ainda, está a contribuir para um estilo de vida mais saudável.

    5 / 5
artigo

37.

5 ideias de lanches saudáveis

Por fim, junte-se à comunidade Cardio 365º!

Referências
  • Organização Mundial de Saúde (OMS)

  • International Stress Management Association (ISMA)

artigo
imprimir
anterior seguinte