Pub
Pub
artigo
imprimir

Existem variedades de chá boas para o coração?

Será que o chá é benéfico para o coração? E quais as variedades melhores para a sua saúde cardiovascular? Descubra aqui!

O chá é uma bebida recomendada nos planos de alimentação saudável, pois não contém açúcar, contem níveis inferiores de cafeina quando comparado com café e tem várias propriedades benéficas. Mas será que é benéfico para o coração?

Base científica para a evidência

De acordo com um estudo publicado em 2019 no European Journal of Preventive Cardiology, a revista científica da Sociedade Europeia de Cardiologia, beber chá pelo menos 3 vezes por semana está relacionado uma maior esperança de vida e vida mais saudável. A publicação é baseada num estudo enorme, realizado na China – um dos países que mais consome chá no Mundo – com a participação de mais de 100 000 pessoas e início em 1998.

 

De acordo com os autores, o consumo regular está a associado a níveis inferiores de morbilidade geral, e em particular, a níveis inferiores de doença cardiovascular, sendo que esses efeitos são mais pronunciados em pessoas que o bebem regularmente (mais de 3 vezes por semana) e por um longo período de tempo (superior a 7 anos). Os resultados do estudo concluem que, quando comparados com pessoas que não bebem chá habitualmente, o consumidor habitual tem um risco 20 % inferior de doença cardíaca crónica e acidente vascular cerebral (AVC), um risco 22 % inferior de doença cardíaca fatal e um risco 15% inferior de morte por todas as causas.

Mas porque é isto assim?

Os resultados da pesquisa mostraram que a redução significativa dos problemas cardiovasculares e da mortalidade está ligada aos principais componentes bioativos contidos no chá: os polifenóis, que protegem contra as doenças cardiovasculares e os seus principais fatores de risco, como hipertensão e colesterol.

 

Porém, o organismo humano não consegue armazenar esses componentes a longo prazo, o que explica porque os benefícios do consumo de chá se limitam a consumidores habituais.

 

artigo

96.

Antioxidantes: os alimentos que protegem

Tipos de chá

Mas atenção: os chás não são todos iguais. Existem 4 tipos: preto, verde, branco e Oolong. São bebidas que derivam da planta Camellia Sinensis, originaria da China. As bebidas que provêm de outro tipo de plantas aromáticas são infusões.

 

Chá Preto

 

É oxidado de forma mais extensa; daí sua cor preta. Todos os tipos contêm cafeína, cujo consumo em quantidades elevadas apresenta riscos acrescidos para que tem pressão alta ou ritmo cardíaco acelerado, enquanto os estimulantes podem desencadear arritmias cardíacas. Mesmo assim, é recomendado como alternativa válida para os consumidores habituais de café, pois uma chávena de chá tem cerca de metade da cafeína contida na mesma quantidade de café. O estudo sobre consumidores na China concluiu que o chá preto não é a melhor variedade para o coração, pois durante o extenso processo de oxidação os polifenóis perdem uma parte dos seus efeitos. Adicionalmente, o  é muitas vezes servido com leite o que pode neutralizar os efeitos favoráveis ​​na função vascular.

 

Chá Verde

 

Na preparação do chá verde as folhas são colhidas, secadas e depois cozidas a vapor. Não há oxidação. É por esta razão que o estudo conclui que a redução significativa dos problemas cardiovasculares e da mortalidade está ligada ao chá verde, pois nessa variedade os efeitos cardioprotetores dos polifenóis são preservados. Esta é então a opção recomendada ao bebedor habitual, melhor ainda se consumido sem açúcar.

 

Chá Branco

 

É feito a partir dos rebentos jovens da Camelia Sinensis, processados minimamente. O chá branco é elogiado pelas suas inúmeras propriedades para a saúde cardiovascular, nomeadamente dilatação das artérias com conseguinte redução pressão arterial e colesterol. No entanto, o estudo da China não considerou esta variedade de chá.

 

Chá Oolong

 

O Oolong é feito a partir de folhas de Camelia Sinensis esmagadas, oxidadas por um período de tempo limitado e a seguir aquecidas para interromper o processo. Um estudo sobre o Oolong concluiu que esta variedade de chá pode ajudar a reduzir os níveis de colesterol em doentes com doença arterial coronária, embora sejam necessárias mais evidências científicas. Como no caso do chá branco, esta variedade não foi considerada no estudo da China.

Referências
  • Wang X,  et al. (2019).

  • Shimada K, et al. (2004).

artigo
imprimir
anterior seguinte