artigo
imprimir

Os fatores de risco para um segundo ataque cardíaco

Sabia que quem tem um ataque cardíaco tem maior risco de vir a ter outro? No entanto, não se preocupe: há muito que pode fazer para que isso não aconteça.

Se já teve um ataque cardíaco, mais conhecido por enfarte agudo do miocárdio, então este artigo é crucial para si. E, sobretudo, para o ajudar a evitar que volte a sofrer um segundo ataque cardíaco.

 

Olhando para trás, é possível que tenha sido sujeito a um tratamento para desobstruir uma artéria coronária e que esteja a tomar medicação específica para o coração. Isso é muito importante para melhorar os sintomas e aumentar a esperança de vida, mas é importante recordar que o vaso sanguíneo afetado pode estreitar ou obstruir novamente.

 

Além disso, os mesmos fatores que levaram ao primeiro ataque cardíaco podem estar a desencadear outros problemas e deteriorar outros vasos sanguíneos. Se afetarem as artérias que abastecem o coração, então é possível ocorrer outro ataque cardíaco. E se, por outro lado, fornecerem o cérebro, pode ocorrer um acidente vascular cerebral (AVC). Por outro lado, se afetarem as artérias dos membros inferiores podem estar na base de doença arteria periférica e se atingire a aorta podem levar a um aneurisma da aorta.

 

O risco de um segundo enfarte do miocárdio ou outro problema cardiovascular não é igual para todas as pessoas. E é aqui, sobretudo, que entram em jogo os fatores de risco que cada pessoa tem presentes.

Conhecer os fatores de risco para um segundo ataque cardíaco

São hoje conhecidos os fatores de risco que podem apontar para a ocorrência de um segundo ataque cardíaco. E se, por um lado, há fatores que não podemos modificar, há outros em que podemos marcar a diferença. Vejamos aqui os fatores que são inalteráveis e os fatores alteráveis:

 

Fatores de risco inalteráveis

 

  • Idade
  • Sexo
  • Número e tipologia dos eventos cardiovasculares prévios
  • Capacidade de bombeamento remanescente do coração

 

Fatores de risco alteráveis

 

 

Conhecer os seus fatores de risco e estar alerta, adotando um estilo de vida saudável é essencial para prevenir um segundo ataque cardíaco. Ainda assim tem dúvidas? Não deixe de consultar o seu médico assistente. Afinal, não há espaço para dúvidas quando o assunto é a saúde do seu coração.

artigo

91.

5 exercícios para fazer em casa

Por fim, junte-se à comunidade Cardio 365º!

artigo
imprimir
anterior seguinte