Pub
Pub
artigo
imprimir

Importância da hidratação na saúde cardiovascular

Qual a importância de beber água para o coração? Quanta água preciso de beber por dia? Vamos responder a estas e mais questões no artigo de hoje.

Para além de uma alimentação saudável e equilibrada, uma hidratação adequada é fundamental para a nossa saúde. Não é por acaso que a água aparece no centro da roda dos alimentos. Afinal, tem um lugar de destaque na nossa nutrição. Além disso, o organismo humano é composto 60 a 70% por água, essencial para o funcionamento das células, tecidos e órgãos do nosso corpo.

 

A água desempenha papéis fundamentais:

 

 

  • Na eliminação de resíduos: a água é o principal veículo na eliminação de resíduos e toxinas, nomeadamente através da urina, fezes e suor;

 

  • A manter a temperatura corporal.

Hidratação e saúde cardiovascular

A quantidade de água que ingerimos tem impacto em todos os sistemas do nosso corpo, principalmente nos sistemas nervoso, urinário, digestivo e cardiovascular. Considerando o sistema cardiovascular, constituído pelo coração e vasos sanguíneos, uma hidratação adequada é vital, pois conserva o volume e a fluidez do sangue.

 

Quando não cumprimos uma hidratação adequada, estamos em risco de desidratação. 

 

A desidratação representa uma redução do volume sanguíneo. Menos volume de sangue significa menor capacidade do sangue em alcançar todas as células. Como tal, o coração acaba por se esforçar mais para impedir que tal aconteça, traduzindo-se num aumento da frequência cardíaca (isto é, o ritmo a que bate o coração). Por outro lado, graças à desidratação em si o músculo do coração tem menos energia, pelo que necessita de aumentar ainda mais o seu esforço.

 

Perante uma redução do volume sanguíneo, o organismo ativa mecanismos para reter mais água, designadamente através da hormona antidiurética. É uma hormona produzida que atua no rim que, como o próprio nome indica, impede a diurese (formação de urina). No entanto, como a excreção de água mobiliza também a excreção de sódio, a sua retenção promove a retenção de sódio, pelo que pode ter impacto no aumento da pressão arterial.

 

Para além disso, menos água no sangue faz com que haja um aumento da concentração de glóbulos vermelhos que pode levar a um aumento da sua aderência e à formação de trombos.

 

Mantermo-nos hidratados é fundamental para a saúde cardiovascular. Não só a nível preventivo como a manter um bom controlo de doenças já existentes. Através de uma hidratação adequada ajudamos o coração a manter o seu ritmo cardíaco, a pressão arterial e a prevenir eventos tromboembólicos.

Que quantidade de água necessito?

A quantidade de água necessária por dia varia conforme certos fatores como:

 

Exercício físico

 

Segundo a Organização Mundial de Saúde (OMS), uma mulher adulta sedentária precisa de 2,2 L e, caso seja homem, de 2,9 L por dia. No entanto, se for fisicamente ativo, essas necessidades podem subir para quase o dobro, pelo que a ingestão deve ser individualizada.

artigo

20.

A importância do exercício físico para o coração

Clima

 

Temperaturas mais quentes significam que perdemos mais água através do suor. Por esse motivo, devemos repor com mais frequência. O verão é uma altura do ano em que há maior predisposição para a desidratação, principalmente nas pessoas mais idosas.

 

Estado de saúde

 

Se estamos doentes com febre, vómitos ou diarreia, há maior eliminação de água. Desta forma, devemos aumentar a sua ingestão para evitar a desidratação. Importa também salientar que certas doenças como insuficiência renal e insuficiência cardíaca podem implicar uma ingestão hídrica mais moderada, conforme a gravidade.

 

Gravidez e amamentação

 

Durante a gravidez e a amamentação, as necessidades nutricionais e hídricas aumentam.

Hidratar, hidratar, hidratar!

Se quiser variar, pode beber água sob a forma de chá ou infusão, mas sem adicionar açúcar. Tenha em conta que sumos açucarados, refrigerantes, café ou bebidas alcoólicas não matam a sede nem substituem a água. O álcool tem inclusivamente o efeito oposto, já que promove a formação de urina e, assim, a eliminação de água.

 

Uma hidratação apropriada durante o dia é essencial, e descurar dela pode ter impactos nocivos na saúde do seu coração! Não se esqueça que a sede é o maior indicador que precisa de água. No entanto, à medida que vamos envelhecendo, vamos perdendo essa defesa. Para combater isso, nada melhor do que criar hábitos regulares de ingestão de água.

 

Junte-se à comunidade Cardio 365º!

artigo
imprimir
anterior seguinte