Pub
Pub
artigo
imprimir

Como se previne a obesidade?

Gordura não é formosura, quando é a saúde que está em causa. A obesidade parece inofensiva, contudo acarreta sérios riscos. Descubra como se previne a obesidade ao adotar um estilo de vida saudável.

Considerada pela Organização Mundial de Saúde (OMS) como a «epidemia do século XXI», a obesidade consiste na acumulação excessiva de gordura no corpo. Pode ter origem em fatores genéticos, do metabolismo, culturais ou comportamentais. E, para evitar todos os probelmas associados é fundamental saber como se previne a obesidade. Mas comecemos pelo diagnóstico!

Como diagnosticar a obesidade?

A obesidade mede-se através do cálculo do Índice de Massa Corporal (IMC), um valor que resulta da relação entre o peso e a altura. Para o calcular, basta dividir o seu peso (em quilos) pela sua altura (em metros) elevada ao quadrado. No adulto, caso o resultado seja superior ou igual a 25 estamos a falar de excesso de peso. Se, por outro lado, o valor for superior ou igual a 30, estamos perante uma obesidade.

 

Porque devo preocupar-me?

 

O excesso de peso e a obesidade são fatores de risco para o desenvolvimento de várias doenças, como por exemplo:

 

  • Doenças cardiovasculares (enfarte agudo do miocárdio e doença coronária);
  • Diabetes;
  • Apneia do sono;
  • Cancro (útero, mama, ovário, próstata, vesícula biliar, fígado, rim e intestino).

 

Além disso, o risco de surgirem estas doenças aumenta à medida que aumenta o IMC, diminuindo a longevidade e a qualidade de vida, pelo que a prevenção do excesso de peso se torna uma prioridade máxima.

 

Então como se previne a obesidade?

 

O ganho de peso resulta do balanço positivo entre as calorias que consome e as calorias que gasta. Neste sentido, e seguindo as recomendações da Organização Mundial de Saúde (OMS), a prevenção da obesidade assenta em 2 grandes pilares: alimentação saudável e atividade física regular.

 

Como se previne a obesidade…com uma alimentação saudável:

 

O segredo para uma alimentação saudável consiste em fazer uma alimentação consciente, variada e fracionada. Apesar de não significar fazer dieta, esta deve estar proporcionalmente adequada às suas necessidades de energia e níveis de atividade. Acima de tudo, procure seguir estes princípios básicos:

 

  • Distribua os alimentos de forma equilibrada ao longo do dia, fazendo cerca de 6 refeições diárias (pequeno almoço, meio da manhã, almoço, lanche, jantar e ceia). Evite estar mais de 3h30 sem comer.

 

  • Faça uma alimentação rica em alimentos de origem vegetal (produtos hortícolas, frutos, cereais e leguminosas).

 

  • Limite ao máximo o consumo de gorduras saturadas e colesterol (carne, banha, manteiga, toucinho, produtos de charcutaria e salsicharia). Privilegie as gorduras de origem vegetal (azeite, margarina, óleo de girassol, óleo de amendoim).

 

  • Dê preferência às carnes e peixes magros.

 

  • Evite fritos e assados com muita gordura. Dê preferência a cozidos, grelhados ou estufados.

 

  • Reduza ao máximo o consumo de produtos que contenham açúcar.

 

  • Limite o consumo de sal.

 

  • Beba água frequentemente ao longo do dia. Evite os refrigerantes e sumos de fruta artificiais.
artigo

71.

Importância da hidratação na saúde cardiovascular

Como se previne a obesidade…com atividade física:

 

Alguma atividade física é melhor do que nenhuma. Tente encontrar uma ou várias atividades físicas que lhe tragam mais satisfação em realizar (ciclismo, caminhadas, dança, desporto) e comece o quanto antes.

 

O objetivo, segundo as recomendações da Organização Mundial de Saúde (OMS), é que cada adulto deve realizar, por semana, pelo menos 150 a 300 minutos de atividade física aeróbia de intensidade moderada. Em alternativa, realize pelo menos 75 a 150 minutos de atividade física aeróbia de intensidade vigorosa.

 

Além disso, no seu dia a dia, procure limitar o tempo em que se encontra em comportamento sedentário (à frente da televisão, computador). E tome decisões em favor da atividade física (optar pelas escadas em vez de elevador, deslocar-se a pé em vez de utilizar o carro para curtas distâncias). Todos os passos contam.

 

Em suma, a adoção de um estilo de vida mais saudável vai refletir-se no seu peso, na sua qualidade de vida e na sua saúde. E a decisão está nas suas mãos.

 

Por fim, junte-se à comunidade Cardio 365º!

Referências
  • Organização Mundial de Saúde (OMS)

  • Direção-Geral da Saúde (DGS)

artigo
imprimir
anterior seguinte