Pub
Pub
artigo
imprimir

O que é considerado o peso ideal?

Como saber qual o nosso peso ideal? É algum número mágico? O que preciso de fazer para alcançar o meu peso ideal? E quais os problemas de não estar nesse valor? Hoje vamos falar sobre este conceito e responder a todas as dúvidas.

O peso é um importante indicador da saúde geral de um indivíduo. O peso ideal, ou peso saudável, é um intervalo de valores e não um valor específico. Para avaliarmos se estamos ou não num peso saudável, usamos o Índice de Massa Corporal (IMC).

 

O IMC é recomendado pela Organização Mundial de Saúde (OMS) para avaliar o estado nutricional de um indivíduo. Tem em conta o peso e a altura da pessoa, pelo que tem as suas limitações. Por exemplo, uma pessoa pode ter um peso elevado à conta de massa muscular e não de massa gorda. Desta forma, é importante avaliar também o perímetro abdominal, que nos fornece informações sobre acumulação de gordura na região abdominal e está relacionado com certas doenças, como a diabetes. Na prática, um perímetro abdominal aumentado traduz um risco aumentado de vir a desenvolver diabetes.

 

Mas afinal, o que é o peso ideal? Considera-se o peso ideal um peso saudável para o indivíduo. Isto é, que não aumente o risco de vir a ter complicações ou doenças, seja por baixo peso ou excesso de peso.

Conhecer o peso ideal: calcular o IMC

O cálculo do IMC, cuja fórmula é peso a dividir pela altura ao quadrado, permite-nos situar o nosso peso em 6 categorias:

 

  • Baixo peso: <18,5 kg/m2
  • Peso normal: 18,5 – 24,9 kg/m2
  • Excesso de peso: 25 – 29,9 kg/m2
  • Obesidade
    • I: 30 – 34,9 kg/m2
    • II: 35 – 39,9 kg/m2
    • III: >40kg/m2

 

O baixo peso pode trazer problemas como desnutrição e problemas metabólicos. O excesso de peso e a obesidade estão associados a doenças como a dislipidemia (aumento do colesterol e triglicéridos), hipertensão arterial e eventos cardiovasculares.

O que influencia o nosso peso?

O nosso peso é influenciado não só por aquilo que comemos como também pela nossa atividade física. A repercussão que um alimento trará no nosso peso pode avaliar-se através do seu valor calórico. Existem alimentos mais calóricos do que outros. Atenção, por vezes muitas calorias não são sinónimo de alimentos pouco saudáveis, mas sim que fornecem mais energia. Há alimentos calóricos que podem ser saudáveis, como certas frutas (banana, abacate). É importante ver todos os constituintes dos alimentos, nomeadamente a sua quantidade de açúcares e gorduras.

artigo

05.

7 alimentos ricos em fibras

Segundo o Programa Nacional para uma Alimentação Saudável, da Direção-Geral da Saúde (DGS), a ingestão calórica necessária diariamente situa-se entre as 1500 e 1800 kcal, para as mulheres, e as 2000 e 2500 kcal, para os homens. O Instituto de Medicina dos Estados Unidos reforça que, para além do género, a idade, o nível de atividade física também influencia na quantidade de calorias que deve ingerir por dia. Se tiver um estilo de vida menos ativo, não deve ingerir tantas calorias por dia, de maneira a compensar essa falta de exercício. Desta forma, conseguirá manter o seu peso.

 

A mensagem chave é que, para mantermos um peso saudável e, portanto, ideal, devemos:

 

Cumprir uma alimentação equilibrada

Uma dieta que forneça as calorias e energia necessárias para o dia a dia, sem excesso de açúcar e gorduras. Desta forma, asseguramos os nutrientes necessários e não haverá excesso de calorias acumulados que potenciem o aumento de peso.

 

Manter atividade física

 

Deve evitar-se ao máximo um estilo de vida sedentário. Apesar de muitas profissões implicarem muitas horas sentado ou na mesma posição, os nossos tempos livres podem ser preenchidos com atividade física. Aproveite para ir a pé para o trabalho (pode sair na estação de autocarro anterior ou estacionar um pouco mais longe) ou fazer uma caminhada no final do dia. Se não conseguir fazer 30 minutos de caminhada diária à semana, compense ao fim de semana com 150 minutos de caminhada vigorosa.

 

Junte-se à comunidade Cardio 365º!

 

Referências
  • Organização Mundial de Saúde (OMS)

  • Direção Geral da Saúde (DGS)

  • Global RPH

artigo
imprimir
anterior seguinte